PID + Aniversário da Host Mom

terça-feira, 19 de abril de 2011

Olá geeente!

Não tem acontecido nada de extremamente interessante na minha vida auperiana, mas na minha "vida real" sim, graças a Deus. Não tenho tido dias de tédio/tristeza/adjacências.

Como vocês já sabem (para o caso de não saberem, ficarão sabendo a partir de agora), eu fiz o match com bastante antecedência. Fechei com a família em meados de março e só embarco no início de agosto*.

Tá, Amanda, e no que isso implica?! Direi. Isso quer dizer que eu tenho tempo de sobra para organizar as coisas relativas à viagem, o que é bom, porque eu não ficarei louca (espero), apesar de eu ser uma pessoa que adora procrastinar as coisas. Porém, isso também significa que, tendo tempo hábil para os preparativos, minhas novidades auperianas ficam meio esparsas, uma vez que tudo o que as meninas que tem o match resolvem em cerca de um mês, eu vou resolver em 4 meses. Logo, meu blog não será o mais bombante do universo durante esses meses que antecedem meu embarque, mas beleza, eu sei que vocês me amam.


Siiiim, minha filha, mas pra quê essa enrolação toda? Diga logo o que você tem pra dizer! Claro, direi.
Semana passada eu fui tirar minha PID. Pra quem não sabe, PID é a Permissão Internacional para Dirigir, também conhecida como habilitação internacional. Aqui em Natal foi até bem simples conseguir esse documento, mas eu sei que procedimentos e valores variam de estado para estado. Enfim, aqui foi assim: eu fui ao Detran na quinta-feira, depois que acabou minha aula da faculdade, e cheguei lá faltando uns quinze minutos para o Detran fechar. Não tinha fila, então fui lá no guichê, disse que queria tirar a PID. Aí a atendente, antipática e chata muito gentil, me pediu a minha CNH e me mandou ir tirar a foto e pagar a taxa de R$ 67,00. Fui lá no guichê da foto, e a moça de lá disse que não precisava, porque ela iria escanear a foto da minha habilitação. O que eu detestei, porque eu estou parecendo um DEMÔNIO de feia na foto da CNH. Feito isso, fui lá pagar a taxa. FAIL. Eu nunca ando com dinheiro, pago tudo no débito, pois é mais seguro. Mas o raio do caixa do Detran só aceita dinheiro. Então perguntei se lá tinha caixa eletrônico, e a moça disse que sim, mas que só faltava cinco minutos para fechar, e que eu poderia voltar amanhã para pagar. NUNCA NO BRASIL que eu iria voltar amanhã, depois de ter ido, com fome e cansada, bater naquela lonjura (o Detran daqui é muito mal-localizado). Então eu fui correndo - sim, literalmente correndo - no caixa eletrônico. Tirei a grana e voltei correndo lá para pagar. Paga a taxa, a moça me disse que eu poderia comparecer lá no dia seguinte para buscar a carteira. Sexta-feira de manhã, chego eu linda e cheirosa no Detran pra buscar minha PID e CADÊ ELA? Não está pronta, me respondem. Só a partir do meio-dia. Então por que raio não me disseram para vir buscar só depois do meio-dia? Porque foi uma mudança no sistema, e não avisaram isso ainda às atendentes e blá blá blá... Enfim, fiquei duas horas esperando, mas finalmente peguei minha PID linda, maravilhosa e poliglota!



Sexta-feira, dia 15, foi aniversário da minha host mom. Eu fiquei sabendo disso pelo Facebook umas duas semanas antes, então comprei um cartão para ela e mandei pelos Correios, com algumas palavrinhas escritas por mim. Eu consegui o endereço dela pelo perfil deles da agência, então o cartão foi uma completa surpresa para ela. No sábado, ela me mandou uma mensagem pelo Facebook agradecendo pelo cartão e dizendo que foi muito gentil de minha parte e que o meu gesto significou muito para ela. Fiquei contente em ver que ela gostou. Eu sinto, com toda a sinceridade, que eu estou indo para uma família muito especial. Espero que esse sentimento corresponda à realidade após a minha chegada na casa da família.

Por hoje é só, pessoal. Agradeço a companhia de vocês nessa jornada, e até a próxima! Boa Páscoa, comam bastante chocolate \o/

* A Adriana Goldbaum me perguntou como foi que eu e a família chegamos nesse acordo de fechar em março e embarcar em agosto. Explico: a Host Mom está de licença-maternidade até o fim de abril, então ela não precisa de au pair por enquanto, mas já estava procurando au pair desde cedo, pela agência. Como ela gostou muito de mim (palavras dela) vai ficar com uma nanny desde o início de maio até a minha chegada. A propósito, essa nanny que vai ficar lá é muito amiga das duas au pairs anteriores, e virou amíga da família as well. Antes de fechar com a família, eu falei com ela por e-mail e tirei algumas dúvidas. Nossa conversa me fez sentir bastante segura.

8 Comentários:

Faby disse...

Nossa! Q bom q a PID é super rápida por aqui!!
Pq já menina desesperada, pq faltava 3 dias pra embarcar e sem PID! Vitoria pra Natal! \o

BJs

Mandy Anita disse...

Oie Amanda
Um problema a menos hein!?
Vc olhou se o estado em q vc vai aceita PID?
Bjos

Carla Ribeiro disse...

AEEE!
Agora já motorizada internacionalmente, hein? UAHEUAHE
E que lindo isso de mandar o cartão... Já ganhando muitos pontos, né?
Espero que suas expectativas estejam certas e que corra tudo bem pra você la no SAZUNIDOS!
Já estou te seguindo também, viu? E obrigada pelo elogio.. Eu não sou simpática daquele jeito sempre. UAHEUAEUAH

Beijão, Mandi.

Diêgo Cesar disse...

Amanda, adorei o blog, seu diário de bordo. Ah, as pessoas nunca dão info. completas, e a gente sempre bestando. Agora tu já pode dirigir pelo mundo! - o bom é mesmo atingir os objetivos, passo a passo, não importa por quantas recepcionistas a gente tenha de passar.

Audrey (seraupairoquee.blogspot.com) disse...

Huruuu que bom eim!Uma coisa a menos!
Bom sou nova akeee, mas ja to te seguindo taa?
Quem sabe a gente não se encontra nos states, eu quero embarcar em emados de agosto tbm ;)
bj

THAIS MACHADO disse...

Oi Amanda!
Nossa ... tensa a jornada pra conseguir a PID, hein?! Rs!
Mas que bom que tudo acabou bem! =)
E achei muito bacana da sua parte mandar um cartãozinho pra sua host. Quem não gosta de receber palavras bonitas no dia do niver, né? Lol!
Bju bju ... =*

Talita de Souza Sobral disse...

Primeira vez aqui estou seguindo.. adorei o blog! :D me segue lá no meu blog e deixa seu coment bjssss

ione disse...

Tudo isso acontecendo e euzinha aqui do outro lado da cidade já morrendo de saudades . Fazer o que? Faz parte da emancipação do Ser humano. Ou seja, dos filhos. Afinal eles crescem e vão embora, assim como os pássaros.

 
Amanda no Mundo © Copyright | Template By Mundo Blogger |